Curso Técnico de Inclusão e Acessibilidade
Brazil

Curso Técnico de Inclusão e Acessibilidade

Inclusão, uma porta que se abre por dentro No ano de 2015 observou-se o aumento do número de crianças e jovens com deficiência que procuravam os grupos escoteiros, viu-se então a necessidade de trabalhar de uma forma mais efetiva para que o movimento fosse de fato inclusivo para esse público. Foi criado um Grupo de Trabalho, composto por voluntários do movimento e técnicos, para desenvolver uma Política, que contemplasse todas as dimensões da acessibilidade e inclusão, buscando promover o acesso pleno e de qualidade as crianças e jovens com deficiência ao movimento escoteiro propiciando a sua participação plena e efetiva nas atividades, bem como apoiar o seu desenvolvimento pessoal, buscando identificar suas competências. A Política de Acessibilidade foi assinada em novembro de 2015 pela Diretoria dos Escoteiros do Brasil - RS, como um compromisso institucional e uma ação pioneira, em consonância com a legislação internacional e brasileira. Em 2016 o Grupo de Trabalho passou ao status de Equipe Regional de Inclusão e Acessibilidade ERIAc, com a responsabilidade de desenvolver, acompanhar, mapear e assessorar todas as ações voltadas a implantação da política e a inclusão, subordinada a Diretoria de Métodos Educativos. Com o objetivo final: “Movidos pelo Escotismo, assegurar condições de inclusão e acessibilidade, para tornar o Movimento Escoteiro capaz de atender as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida” a Política de Acessibilidade, demonstra o verdadeiro espírito do escoteiro, como agente de mudança social e a sua capacidade de promover o desenvolvimento com base no respeito e reconhecimento da diversidade humana e nesse caso, de forma receptiva para as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Infraestrutura e equipamentos, capacitação, sensibilização, informação, divulgação e Método foram objetivos definidos pelo grupo como fundamentais para o atingimento pleno da Política e para cada um deles foram traçadas estratégias pertinentes. A Equipe de Inclusão e Acessibilidade vem participando de diversos eventos escoteiros para a divulgação do trabalho, além de convites para participar em palestras externas divulgando o escotismo e sua proposta de inclusão e acessibilidade. Com o apoio da Diretoria de Métodos Educativos, foi estruturado um “Curso Técnico de Inclusão e Acessibilidade da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida”, para preparar chefes e dirigentes para esse novo desafio, onde questões como direitos humanos, peculiaridades de cada deficiência e como atendê-las, método educativo e jogos inclusivos são amplamente abordados. Em relação ao curso, Cristiane Ritt – Presidente dos Escoteiros RS, afirma: “ O nosso trabalho voluntário rende mais e melhores frutos na medida em que nos capacitamos adequadamente para a tarefa. Portanto, investir na formação significa valorizar o próprio tempo que dedicamos voluntariamente ao escotismo. Além disso, o nosso compromisso com as crianças e jovens exige que estejamos permanentemente dispostos a adquirir novos conhecimentos, habilidades e atitudes, em coerência com a postura de educadores em aperfeiçoamento constante”. A paixão e o entusiasmo a respeito do tema tem sido a marca do trabalho de inclusão e acessibilidade e diversos jovens tem se engajado nessa missão solidária e comprometida, que é garantir acesso respeitoso e seguro a todos aqueles que procuram o movimento escoteiro.
Started Ended
Number of participants
11
Service hours
792
Location
Brazil
Topics
Youth Programme
SDGS